cheapest generic clonazepam 2mg online with american express buy drug xanax 1mg online legally cheap where to buy kamagra oral jelly bayer brand name levitra buy generic Meridia 10mg tablets buy generic carisoprodol in bangkok
 | 3 novembro, 2020 - 15:54

Vídeo mostra advogado humilhando Mariana Ferrer durante julgamento que sentenciou “estupro culposo”

 

Um vídeo divulgado nesta terça-feira, (3/11), mostra o advogado do empresário André de Camargo Aranha, acusado de estuprar a modelo Mariana Ferrer, humilhando a vítima durante julgamento. Cláudio Gastão da Rosa Filho mostra fotos de Mariana alegando que ela posou em “posições ginecológicas” e a acusa de utilizar-se da própria virgindade para promoção nas redes.

Um vídeo divulgado nesta terça-feira, (3/11), mostra o advogado do empresário André de Camargo Aranha, acusado de estuprar a modelo Mariana Ferrer, humilhando a vítima durante julgamento. Cláudio Gastão da Rosa Filho mostra fotos de Mariana alegando que ela posou em “posições ginecológicas” e a acusa de utilizar-se da própria virgindade para promoção nas redes.

julgamento foi realizado em setembro, mas as imagens do trecho da audiência foram divulgadas pelo site The Intercept Brasil nesta terça-feira (3/11). A reportagem denunciou o posicionamento do Ministério Público, que, numa sentença controversa, alegou que o denunciado não tinha como saber se havia ou não consentimento no ato sexual, e, nesse caso, não teria intenção de estuprar, inaugurando o tempo “estupro culposo”, que acabou aceito pelo juiz do caso, Rudson Marcos, da 3ª Vara Criminal de Florianópolis. Inexistente na lei, o crime não tem como ser punido e o empresário André Aranha acabou absolvido.

Segundo o MP, Aranha “não tinha como saber que Mariana estava em situação de vulnerabilidade, ou seja, sem condições de aceitar ou negar o ato sexual”. O termo “estupro culposo” acabou sendo um dos mais repercutido nas redes sociais durante o dia de hoje. 

Correio Braziliense


Leia também no Justiça Potiguar

2 Comentários
  1. Juvenal m da Silva

    04/11/2020 às 07:31

    Não existe estupro cupolso

    Responder
  2. Silmara

    04/11/2020 às 10:14

    Um absurdo! Os mesmos que pedem para que a mulher denuncie a violencia estão violentando. Justiça de MERDA! CORRUPTOS, que vendem a dignidade por dinheiro. VERGONHA DESSE BRASIL.

    Responder

Comente esta postagem:


Sitemap