| 24 março, 2020 - 19:57

TRF 5 cassa liminar que obrigava barreira sanitária no aeroporto de São Gonçalo do Amarante

 

MPF obteve liminar, nesta segunda-feira, 23, na 1ª Vara da Justiça Federal no RN para que a Anvisa no estado permita e apoie o governo potiguar a implantar uma barreira sanitária e de inspeção de voos nacionais e internacionais.

O Procurador Fernando Rocha, acaba de informar no Twitter que o Tribunal Regional Federal 5a Região, (TRF5) cassou a liminar que obrigava barreira sanitária no combate ao Covid – 19, no Aeroporto Internacional Aluísio Alves, de São Gonçalo do Amarante. “É assim que funciona a nossa Justiça”.

O Ministério Público Federal (MPF) obteve liminar, nesta segunda-feira, 23, na 1ª Vara da Justiça Federal no Rio Grande do Norte para que a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) no estado permita e apoie o governo potiguar a implantar uma barreira sanitária e de inspeção de voos nacionais e internacionais (especialmente os provenientes de locais considerados de risco do novo surto de coronavírus) no Aeroporto Internacional Aluízio Alves, localizado na Região Metropolitana de Natal (RN).


Leia também no Justiça Potiguar

1 Comentários
  1. Barretto

    24/03/2020 às 23:30

    Com está decisão o desembargador assume a responsabilidade por parte das futuras infecções pelo COVID19 sem nosso estado. A barreira sanitária iria identificar e monitorar os passageiros suspeitos, vindo de áreas de risco ou não. Uma segurança a mais para evitar o pior neste cenário ameaçador.
    Este aeroporto já nasceu torto. Parido de sete meses por Henrique Alves …e de lá até os dias de hoje só contabiliza grandes prejuízos econômicos… Por diversos desvios nesta sua trajetória.
    Este aeroporto.. já com a sua validade vencida… Soma com está decisão do desembargador …não só grandes prejuízos materiais mas agora também futuras vítimas fatais. Abrindo a porta do Brasil via aeroporto de S. Goncalo do Amarantes ao COVID19

    Responder

Deixe uma resposta para Barretto Cancelar resposta