where to buy tramadol 200mg online buy tramodol cheap klonopin 1mg in china xanax 1.5mg safe
 | 1 agosto, 2019 - 06:30

Advogados Daniel Cabral Mariz Maia, Kennedy Lafaiete Fernandes Diógenes e Anildo Ferreira Morais nas mãos de Bolsonaro

 

Agora, a definição de quem será o juiz suplente caberá ao presidente da República, Jair Bolsonaro; articulações com Brasília já se iniciaram

Advogados acompanham sessão do Pleno do TJ-RN

A sessão do Pleno do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte (TJ-RN) desta última quarta-feira, 31, foi marcada pela escolha da lista tríplice para a vaga de juiz suplente do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) do Estado. Os desembargadores escolheram os advogados Daniel Cabral Mariz Maia, Kennedy Lafaiete Fernandes Diógenes e Anildo Ferreira Morais – primeiro, segundo e terceiro colocados, respectivamente. A definição do nome a ocupar a vaga caberá ao presidente da República, Jair Bolsonaro.

A vaga – destinada à categoria jurista – foi definida à unanimidade de votos, numa seção que foi presidida pelo desembargador Virgílio Macêdo Junior, vice-presidente da Corte Estadual de Justiça, com a presença dos desembargadores Amaury Moura, Judite Nunes, Cláudio Santos, Saraiva Sobrinho, Vivaldo Pinheiro, Dilermando Mota, Ibanez Monteiro, Glauber Rêgo, Gilson Barbosa e Cornélio Alves, além do juiz convocado Roberto Guedes.

Na avaliação do desembargador Virgílio Macêdo Junior. foram analisadas as pontuações e os currículos profissionais de cada candidato – todos em condições de atuar com competência e preparo jurídico para a missão. Ao todo, sete advogados requereram a inscrição para a vaga de juiz suplente do TRE potiguar.

A vaga é decorrente da posse da advogada Adriana Magalhães Faustino Ferreira no cargo de membro titular do Pleno do TRE/RN. Além dos três escolhidos, foram registradas as candidaturas de Gleibson Lima de Paiva, João Eudes Ferreira Filho, José Williamy de Medeiros Costa e Romy Christine Nunes Sarmento da Costa.

Texto: Justiça Potiguar

Fotos: Assessoria de Comunicação do TJ-RN


Leia também no Justiça Potiguar

Comente esta postagem:


Sitemap