CurlError_Could_not_resolve_host:_pomogattion.com
 | 9 junho, 2021 - 17:10

Advocacia raiz: Inquérito dos atos antidemocráticos tem petição à mão

 

O famoso inquérito 4.828, que investiga atos antidemocráticos e manifestações com pedido de intervenção militar e fechamento do Supremo, teve o sigilo levantado pelo relator, ministro Alexandre de Moraes, na última sexta-feira, 4. A decisão do ministro se deu no mesmo dia em que a PGR pediu o arquivamento da investigação, ao questionar a linha investigativa da Polícia Federal.

O famoso inquérito 4.828, que investiga atos antidemocráticos e manifestações com pedido de intervenção militar e fechamento do Supremo, teve o sigilo levantado pelo relator, ministro Alexandre de Moraes, na última sexta-feira, 4. A decisão do ministro se deu no mesmo dia em que a PGR pediu o arquivamento da investigação, ao questionar a linha investigativa da Polícia Federal.

Tornados públicos os documentos, Migalhas compulsou as quase 1.500 folhas em busca de uma migalha de informação. Qual foi a surpresa quando nos deparamos com uma petição símbolo do que pode ser considerada a verdadeira “advocacia raiz”: escrita de próprio punho pelo causídico. Para entender os motivos do advogado que se socorreu do manuscrito, nós conversamos com o autor, o advogado Ricardo Vasconcellos.

O advogado explicou que, diante da impossibilidade de peticionar de forma eletrônica, já que os autos são físicos, foi preciso “improvisar”. “O advogado tem que estar preparado para estas situações.” Confira a petição:

(Imagem: Reprodução)

(Imagem: Reprodução)


Leia também no Justiça Potiguar

Comente esta postagem:


Sitemap