where to buy carisoprodol 350mg in houston buy generic carisoprodol 350mg with visa buy drug diazepam 10mg online with mastercard buy lorazepam 1mg in london order adipex 37.5mg online no prescription order tramadol 200mg in korea
 | 2 janeiro, 2020 - 09:40

PF e MP encontram ameaças contra ex-secretário de Justiça do RN e autoridades cearenses em celular de chefe de facção

 

Mauro Albuquerque, ex-secretario de Justiça e cidadania do RN estaria sendo ameaçado

A Polícia Federal (PF) e o Ministério Público do Ceará (MPCE) encontraram ameaças a autoridades do Ceará em um aparelho celular que estava na posse de Ednal Braz da Silva, apontado como chefe de facção criminosa. Ele mantinha um celular dentro do presídio e ordenou, enquanto estava preso, a maior onda de ataques já ocorrida no Ceará, com incêndios a ônibus e uso de explosivos em pontes, torres e prédios públicos.

Reprodução

Nas mensagem no celular do criminoso há ameaças de atentados e morte contra secretários estaduais da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), André Costa, e da Administração Penitenciária (SAP), Mauro Albuquerque, ex-secretario de Justiça e cidadania do RN; e a outras autoridades como o diretor de um presídio localizado em Itaitinga, na Região Metropolitana de Fortaleza (RMF).

A investigação é resultado da Operação Reino de Aragão, realizada em 18 de dezembro. Dez mandados de prisão preventiva foram cumpridos na ação policial. Entre os alvos estavam Ednal Braz e a sua comparsa, a advogada Elisângela Maria Mororó, que já estavam detidos. A defesa dos investigados não foi localizada.

A Secretaria da Segurança Pública e a de Administração Penitenciária foram procuradas, mas não se manifestaram sobre as ameaças contra as autoridades descobertas nas investigações da PF e do Gaeco.

Identificação por joia

Sexto membro da 'Sociedade do Anel' é identificado com autor das ordens de onda de violência no Ceará — Foto: MPCE/Reprodução
Sexto membro da ‘Sociedade do Anel’ é identificado com autor das ordens de onda de violência no Ceará — Foto: MPCE/Reprodução

Ednal Braz da Silva é paraibano, tem 45 anos e tem passagens pela Polícia por ataques a instituições financeiras. Ele estava recolhido em uma unidade penitenciária estadual de Pernambuco, em Limoeiro, onde conseguia acesso a aparelhos celulares, de acordo com a investigação.

Ednal Braz e a cúpula da facção que comandava eram identificados entre criminosos por meio de uma joia avaliada em R$ 7 mil

As ameças contra as autoridades seriam espalhadas a partir de “salves” (mensagens de ordem) para outros membros da facção que estavam no Ceará, nas redes sociais. Mas o compartilhamento foi evitado com a Operação Torre, em setembro deste ano, e com o cumprimento de mandados de prisão e de busca e apreensão contra ‘Siciliano’, no presídio de Pernambuco.

Com o aprofundamento das investigações, análise do material apreendido e acesso aos aparelhos celulares subtraídos na Operação Torre, a PF e o Ministério Público chegaram aos planos criminosos e realizaram também a Operação Reino de Aragão, em 18 de dezembro.

G1


Leia também no Justiça Potiguar

1 Comentários
  1. Os planos do crime organizado no Ceará para matar autoridades | Blog do BG

    02/01/2020 às 09:47

    […] mais aqui no Justiça […]

    Responder

Comente esta postagem:


Sitemap