| 2 dezembro, 2019 - 19:00

Pai de menino atacado por tigre em zoológico é condenado a 3 anos de prisão

 

A pena do caso foi agravada porque o menino perdeu o braço no ataque

O pai do menino que teve o braço amputado após ser atacado por um tigre no Zoológico Municipal de Cascavel/PR, foi condenado pelos crimes de lesão corporal e omissão a três anos de prisão. Ele cumprirá pena em regime aberto. Sentença é da juíza de Direito Fernanda Consoni. As informações foram divulgadas pelo G1.

t
Reprodução

O caso aconteceu em julho de 2014, quando a criança, à época com 11 anos, passeava com o pai. Imagens gravadas por outros visitantes mostram que o menino desobedeceu as placas e pulou a grade de proteção onde estava o tigre, se aproximando dos animais. Ele foi atacado em seguida.

Para a magistrada, o pai do menino não agiu para impedir o ataque e que estava ciente do risco que o filho estava sendo exposto. Ainda conforme a juíza, a atitude do pai demonstra ausência de cuidado e proteção.

Ainda de acordo com a decisão, o pai incentivou o filho a ficar perto da grade para tirar fotos e para que ele mexesse com o animal.

O pai cumprirá pena em regime aberto com prestação de serviços comunitários e restrição de circulação em horários determinados. A pena do caso foi agravada porque o menino perdeu o braço no ataque.

Migalhas


Leia também no Justiça Potiguar

Comente esta postagem:

Justiça Potiguar